PopEspañol e Learning by Working na EspañaAquí

porSegundo Villanueva

PopEspañol e Learning by Working na EspañaAquí

O que é isto, muito simples, refere-se à maneira de aprender, individual, pessoal, única e exclusiva que todos nós temos na hora de abordar um processo de incorporação, qualquer.
Nas línguas, no espanhol, no nosso caso, existem duas abordagens, uma que transita entre a língua e a fala (teoria e prática), antigamente existia um professor dotado de um amplo conhecimento, um receptor, os alunos e uma teoria transitando do primeiro ao segundo, recriando regras pré à fala (prática).  O processo prático acontecia posteriormente e a incógnita consistia em observar o processo de maturidade que cada estudante oferecia, podia transcorrer meses, anos.
Hoje a coisa está mudando, este trânsito de conhecimento é bilateral, a informação é gratuita e não patrimônio exclusivo do professor, os perfis do aluno passam a oferecer um maior protagonismo, existem muitas necessidades imediatas e inputs de informação múltiplos.
O fato de estarmos falando de comunicação, que se relaciona com informação e consequentemente com pensamento nos leva a pensar que hoje é inevitável o recurso expressivo por encima da teoria como uma arena de trasvase informativo onde na prática as pessoas consigam dizer o que pensam, escutar o que as outras têm a dizer e construir o magma de conhecimento na pura prática idiomática.
O idioma definitivamente vazou, cada um recolhe a informação e a processa do seu jeito, o idioma é pop mais do que nunca.  E também real e prático, o Learning by working nos leva a pensar que é muito mais eficaz realizar um correlato lógico com as necessidades profissionais ou individuais do aluno do que aprender conceitos e listas gigantescas de verbos criadas em um laboratório proveta longe das necessidades.
Somos Pop e gostamos de ser úteis.

Sobre o Autor

Segundo Villanueva administrator

4 Comentários até agora

Jordi CastillejoPostado em10:52 pm - jun 19, 2019

Exactamente eso. Somos prestadores de servicios, conectores culturales y qué mejor forma de ser efectivos que adecuarnos al perfil y necesidad de nuestros alumnos (clientes). Debemos transmitir y provocar interés, entusiasmo, divertimento, felicidad y resultados esperados.

Segundo VillanuevaPostado em10:59 am - jun 21, 2019

Nuestro curso, su responsabilidad…

Patricia LafuentePostado em11:44 pm - ago 8, 2019

Las informaciones, la tecnología, las costumbres cambiaron y con ellas la forma de adquirir el conocimiento.
Como dice Jordi, somos prestadores de servicios, y tenemos la necesidad de cambiar como transmitimos el conocimiento, cada alumno nos ofrece un perfil diferente del cual debemos adaptar la comunicación para una mejor absorción de aprendizaje.

Deixe uma resposta


CAPTCHA Image
Reload Image

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.