Arquivo diário 10 de agosto de 2019

porSegundo Villanueva

O que define a língua espanhola

Do meu ponto de vista a colocação pronominal.

Vamos compará-la com a língua portuguesa, que é bastante nominal.

Um exemplo: Eu derrubei o copo. Embora não tenha intenção de derrubá-lo, aparece o sujeito como a parte mais importante da frase.

Uma possível tradução em espanhol seria Se me cayó el vaso.

É interessante observar como a pessoa desaparece e joga a responsabilidade no azar, disfarçado em volta de pronomes átonos.

Esta é a principal peculiaridade da língua espanhola.

Neste sentido é bastante econômica ao evitar a construção típica de sujeito, verbo e predicado clássica colocando no seu lugar pronomes que encurtam a frase ou podem fazer com que o conteúdo informativo, a mensagem, seja mais clara ou objetiva.

Um aprendiz de espanhol deixará de ser aprendiz quando tenha interiorizado o uso de pronomes em todas as suas variantes. Nesse momento poderá se considerar já alguém que já fala espanhol, e não mais alguém que faz vínculos entre as duas línguas mais ou menos certas.